Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2008

Uma reflexão – confissão – oração

Imagem
É impressionante nossa capacidade de julgar. Somos cheios de juízo até mesmo quando afirmamos que nossa denúncia não se dirige a pessoas e sim a fatos ou palavras ditas por elas. A verdade é que constantemente só mudamos de grupo, de time, de gueto, de bando, de religião, mas continuamos os mesmos, cheios de juízo contra o próximo. Muitos ao trocarem de grupos passam a “lançar no inferno” todos os que antes chamavam de irmãos.

Eu confesso meu pecado. Falta-me muito para ter minha língua controlada. Quantas vezes quando abrimos a boca para falar sobre quem quer que seja pensamos nos efeitos dessas palavras na vida dos indivíduos envolvidos e suas famílias?

Não quero viver uma reforma ou revolução que precise destruir o outro, seja o outro quem quer que seja. Desejo pregar o Evangelho respeitando sempre a alma do próximo. E creio que isso sim, é possível. Quero continuar com a liberdade de dizer tudo o que penso e sinto, mas sem precisar ferir quem quer que seja.

Não quero que minhas trist…

A paz de Hoje

Imagem
Estou em paz, é até estranho dizer isso - A paz não seria comum a quem diz ter fé? Sim, tenho paz, mas jamais deixei de em tudo ser atribulado. Vivi momentos muitos bons nesses últimos dias, mas não deixei de saber que sou um homem não tão estável.
Antes quando orava voltava ao começo de tudo, quase como que dizendo que nada em mim estava resolvido. Voltava a minha infância, aos dias que meus pais haviam me deixado para trás, aos dias de brincadeiras solitárias. Voltava a minha adolescência e a minhas primeiras experiências de pecado conscientes e doloridas. Lembrava do meu quarto, das lágrimas e da solidão. Enxergava todos os meus erros de novo, e por todos sofria. Agora não é assim, estou em paz com meu passado.
Consegui ver além do que antes enxergava. Agora vejo Graça na minha infância, nos braços das mulheres que me acolheram e com amor me criaram. Vejo criatividade sendo produzida em cada brincadeira em que estava sozinho. Vejo a viagem da consciência na jornada da minha vida. Si…