segunda-feira, 29 de março de 2010

O fim do mundo


A partir da leitura do livro de Isaias podemos concluir que o fim do mundo significa:

1. O fim de toda corrupção e injustiça e impiedade (1.25-28; 32.1-5; 51.4-8)
2. O fim de toda ignorância a respeito de Deus, ou seja, da Verdade. (2. 3; 29.18,24)
3. O fim de toda guerra entre os povos. (2.4; 32.15-20)
4. O fim de todo orgulho e altivez humana (2.17)
5. O fim de toda idolatria (2.18-20)
6. O fim de toda desigualdade (11.6-9)
7. O fim da carência dos pobres e de seus sofrimentos (25.6,8; 29.19,20)
8. O fim de toda tragédia humana (35.5-10;54.1-10;55.12,13
9. O fim da presente ordem (66.22)
10. O fim da religião (Apc 21.22)

Quem tem essa Utopia? Feliz aquele que nisto crer, pois consegue ver o que a maioria nem suspeita. Utopia não é mero desejo, nem mero sonho, nem mera visão profética, mas um fator de transformação. A grande missão da utopia é abrir lugar para o possível, em contraposição à aquisciência passiva ao estado atual da vida humana.

Alguns alardeiam o fim do mundo, mas na verdade o reedificam constantemente com suas práticas injustas. Sim porque o mundo é um sistema movido pelo espírito da ganância, mentira, opressão, morte, ou seja, o diabo, pois tudo que há no mundo é a concupiscência da carne, dos olhos e a soberba da vida (1 Jo 2.16). O fim do mundo se dará na morte do “si - mesmo” e no renascimento do Eu-Tu-Nele. Quando se morre então se vive. O fim do mundo é morte e vida, daí os textos sempre se referirem a acontecimentos terríveis intercalados de acontecimentos maravilhosos.

Jesus disse que seu Reino não era deste mundo (Jo 18.36). Disse também que seus discípulos não eram deste mundo (Jo 15.19). Exortou-nos a persistir no bem porque Ele havia vencido o mundo (Jo 16.33).

O apostolo Paulo nos ensinou que o mundo está crucificado para nós na cruz de Cristo (Gl 6.14).

João nos admoestou que quem ama a Deus não pode amar o mundo (1 Jo 2.15)

Mas como podemos vencer o mundo, estando no mundo? João disse que aquele que é nascido de Deus vence o mundo, e essa é a arma que vence o mundo a nossa fé (1 Jo 5.14).

O fim do mundo é o começo do Reino.

Ivo Fernandes
27 de março de 2010

Um comentário:

Suderland disse...

O que dizer em vista desse belo texto, mano?! Vou usar as palavras de Paulo:

Romanos 8
19 Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus.
20 Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou,
21 Na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.
22 Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora.
23 E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.
24 Porque em esperança fomos salvos. Ora a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê como o esperará?
25 Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos.
26 E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.

Maranata Jesus!!!

O papel das emoções no desenvolvimento do câncer

O tema proposto ainda é motivo de discussões entre especialistas, apesar da crescente admissão da relação entre as emoções e as doença...