Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

A oração sob análise

Imagem
O que estamos realmente fazendo quando oramos? Com quem realmente estamos falando? Essas perguntas dificilmente fazemos quando pensamos a oração e acabamos ignorando que todo tipo de fantasia é possível para quem ora.
Depois de um tempo ouvindo várias histórias contadas por indivíduos religiosos e de muita auto-avaliação, descobri que muitas orações não são dirigidas de fato ao Deus de Jesus, mas ao deus-eu-mesmo, uma espécie de prolongamento narcísico do próprio eu, ou um deus-criado para substituir as figuras de autoridade e poder da nossa mentalidade infantil.
O problema é que quando descobrimos isso quase que imediatamente vamos para o extremo oposto do ato de orar, ou seja, não oramos mais, no entanto, não conseguimos ignorar a consciência que nos aponta para o que nos transcende. Assim se estabelece uma crise. Mas afinal o que separa a oração ao Deus de Jesus da oração ao deus-si-mesmo?
É preciso resgatar a consciência do Pai que está nos céus, ou seja, entender que nossa oração é…

Creio - Deus

Imagem
Deus. Quem é Deus? O que é Deus? Quem já o viu? Onde ele está? O que está fazendo?
Eu creio em Deus. Mas o que isso significa? Não sei, ou melhor, sei sem saber, pois o que sei em mim é pacificado mesmo que não saiba explicar a outros.
Eu creio em Deus, nome que para mim significa o Ser que é mais do que qualquer especulação, doutrina ou conceito sobre Ele mesmo.
Deus é o que É. E por ser o único que de fato É, só o Espírito conhece as profundezas de Deus, visto que tudo mais só o é em razão Daquele que É.
Como teólogo, pesquiso a única coisa que de fato é possível pesquisar e ainda com temor e tremor – o pensamento humano a respeito de Deus, o sentimento do homem em relação ao que lhe transcende, as experiências históricas da fé. Sei que Deus não pode ser mapeado, não pode ser perscrutado, Ele habita em luz inacessível, só Ele tem a imortalidade, e nenhum homem nunca o viu e nem pode ver.
O deus estudado é na verdade o deus forjado pelo homem, e uma vez estudado muito saberemos do ser qu…

Considerações sobre o batismo com o Espírito Santo

Imagem
Vivi minha adolescência e boa parte do inicio do meu ministério pastoral dentro das igrejas pentecostais. Vi e vivi certas experiências que hoje tenho melhor compreensão. Algumas das minhas experiências de fato foram legítimas e até hoje as vivencio, outras entendi que eram frutos de condicionamentos emocionais e infantis.
Talvez o maior equívoco tenha a ver com o entendimento do que chamamos de “Batismo com Espírito Santo”. A maioria das igrejas pentecostais acredita se tratar de um acontecimento necessário ao crente para capacitá-lo para o ministério, que ocorre depois da regeneração e é evidenciada pelo dom de línguas estranhas.
Essa doutrina gera muitos desvios, entre eles o de separar as pessoas pelo critério de falar em línguas. Há igrejas em que indivíduos que não falam são proibidos de exercer qualquer atividade na igreja, gerando uma busca louca pelo tal dom, o que faz com que muitos interessados nos cargos falem sem nunca ter tido de fato o dom, apenas porque é bem fácil repr…