terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Deus Uno - Trino

Deus não pode ser explicado. O deus-explicado é ídolo, produção humana. Penso em Deus como trino e uno, uno e trino, porém a explicação que se faz dogma trinitariano diminui Deus, sendo apenas deus-explicado.

Deus se Revela, não se explica. E penso Nele se revelando no Filho, revelados no Espírito. Sim! Pai, Filho e Espírito. O Deus da criação não é um ser em busca desesperada por companhia. O Deus Pai Filho e Espírito Santo é o Senhor das comunidades.

Deus é Pai, mas não por ser macho, pois seu colo é maternal. É Filho não por ser menor, mas por ser fraterno. É Espírito não por ser invisível, mas por ser Livre.

O Deus Pai Filho e Espírito Santo nos convida a sermos conforme Ele mesmo, preferindo ao próximo em honra. Podemos celebrar a companhia uns dos outros, porque Deus Pai Filho e Espírito Santo está onde dois ou três se reúnem em unidade.

Deus está próximo, pois que há de mais próximo do que Pai e Filho, e que há de mais íntimo do que o Espírito? Deus Pai Filho e Espírito Santo revelou-se em nós, isto é na nossa carne, afim de que possamos participar de sua natureza.

A fé que tenho, tenho para mim mesmo!

Ivo Fernandes
14 de julho de 2009

2 comentários:

WesleyAGDamaceno disse...

A Graça e a Paz irmão!
Devo confessar que esse texto foi um dos melhores que eu já li sobre Deus. Muito profundo,verdadeiro e fiel a Palavra. Que Deus continue te iluminando... Fica na Paz.

BLOGEO disse...

Que o conhecimento de Deus cresça a cada dia em sua vida e nos abençoe com estes textos de Sabedoria.

Ídolos – da construção à necessidade de destruí-los

O termo ídolo não é um termo usado em nossa nação comumente. Aparece mais nos discursos evangélicos numa referência a qualquer entidad...