segunda-feira, 25 de julho de 2011

Só para desabafar um pouco




Só para desabafar um pouco

Ontem meu coração se entristeceu ao ouvir um testemunho de um jovem aspirante ao cargo de pastor. Tudo que ele disse me fez lembrar o que vivi e que espero nunca mais viverei - o mundo das religiões fundamentalistas-exclusivistas, onde a salvação é o aprendizado de certas doutrinas, a freqüência a certos cultos e cumprimento de algumas leis.
Estou cansado de gente que vive num constante embate com o mundo e com o Diabo, e que conseguem enxergá-lo em tudo e todos. Gente que começa agradecendo porque foi aceita para logo está vivendo as neuroses da auto-salvação. Como lamento o número de gente fanática, presas a Lei, aprendendo a fazer de conta que são o que não são, que sentem o que não sentem, até o dia em que de verdade acreditarão que são melhores que o resto do mundo.
Lamento pelos seus cultos onde o bom comportamento conforme as regras da religião é louvado acima da fé; onde se é ensinado a odiar o mundo, criando um dualismo terrível para a alma do indivíduo; onde se apregoa quase uma filosofia nazista 'da raça pura'; onde a Verdade é um pacote de doutrinas; onde o Espírito Santo é um mero agitador das emoções; e onde a missão é mero proselitismo.
Lamento pelo número de almas que por mais que saiba que habita no meio do ódio, da inveja, do disfarce, das intrigas, do julgamento, das vaidades, da autopromoção, e que se chocam com tudo isso, ainda assim não conseguem libertar a mente da prisão institucional.
Lamento pela geração dos que não conseguiram se livrar da culpa, e aflitos ainda tentam salvar o mundo. Se salva o mundo e perde-se alma.
Oro a Deus para que aumente o número daqueles que tenham coragem para seguir o Caminho pela fé.

Ivo Fernandes
2010

Nenhum comentário:

O papel das emoções no desenvolvimento do câncer

O tema proposto ainda é motivo de discussões entre especialistas, apesar da crescente admissão da relação entre as emoções e as doença...