Carta Aberta

Carta Aberta 

Saudações, 

Esta carta destina-se a qualquer que de alguma forma pode nos ajudar. Meu nome é Ivo Fernandes, moro em Fortaleza-CE, e estou envolvido com uma organização humanitária denominada Caminho Nações (Way to the Nations), que tem se dedicado a combater vários abusos feitos a crianças africanas, sobretudo abusos relacionados a religiosos cristãos que vêm açoitando e induzindo a população local a perseguir, mutilar e até matar seus filhos. Existe um vídeo da BBC de Londres bastante elucidativo que explica tais abusos nesse link (http://www.youtube.com/watch?v=miFrfTm-k3g). O trabalho que o Caminho Nações (www.caminhonacoes.com) vem executando na Nigéria envolve o cuidado dessas crianças, recolhendo aquelas rejeitadas pelos seus pais, por conta da ganância dos pastores e religiosos cristãos, sobretudo de linha evangélica pentecostal, que induzem seus pais a darem os seus salários para livrarem as crianças da bruxaria. 

Diante do quadro econômico dos países africanos em geral, sobretudo na Nigéria, a grande maioria dos casos envolve desde o abandono das "crianças-bruxas" por esses pais, até mesmo o assassinato pelos familiares ou pelos de sua aldeia, por medo das influências da suposta bruxaria, induzida pelos religiosos locais. O trabalho do Caminho Nações, organizado pelo Dr. Marcelo Quintela (marceloquintela@caiofabio.net), Diretor-Presidente do Caminho-Nações, tem sido fundamental na região de Eket, no estado de Akwa Ibom da Nigéria, na ajuda humanitária para essas crianças. Há alguns dias, foi lançado um livro fotográfico da primeira expedição local, feita por brasileiros ligados ao Caminho Nações, ao estado de Akwa Ibom, na Nigéria. Esse trabalho foi confeccionado para, através da sua arrecadação, angariar fundos para os trabalhos realizados no local de maior incidência desses abusos humanitários. Entretanto, tivemos algumas notícias preocupantes de um de nossos enviados ao local. O nome dele é Leonardo Rocha, e ele está sendo o representante local, ajudando na organização do trabalho na sede do Caminho Nações em Eket. Segundo o Leonardo, que reside na Inglaterra mas devido à necessidade de atenção de perto aos problemas locais do orfanato criado pela organização, tem ocorridos muitos entraves locais que podem por a perder todo o trabalho já realizado junto à comunidade de Eket, em Akwa Ibom, na Nigéria. Trabalhamos semelhantes desenvolveremos em Senegal e Angola. 

Meu pedido é o seguinte: Como poderíamos unir forças, seja até mesmo com informação ou algum tipo de divulgação, para ajudar nessa causa que se agrava dia-após-dia entre esses irmãos africanos. Estou à disposição para comparecer a qualquer reunião que aconteça no Ceará, ou outro de nossos representantes em outras cidades. Precisamos de qualquer ajuda possível para que esse trabalho humanitário não se perca. Tenho um exemplar do livro supracitado, que documenta o trabalho do Caminho Nações. 

Estamos dispostos a lhes apresentar pessoalmente a seriedade do trabalho social e humanitário, lhes garantindo que conheço pessoalmente os envolvidos nesse projeto e a seriedade com que eles conduzem tal ação. O nosso trabalho não ter qualquer cunho religioso. Nosso trabalho visa salvaguardar as futuras gerações que têm sido martirizadas na África através dos muitos abusos religiosos provocados por muitos religiosos estrangeiros cristãos. Entretanto, buscamos apenas salvar essas crianças, oferecendo-lhes abrigo, alimentação, educação, e sobretudo, uma possibilidade de reintegração à sociedade local. 

Abaixo deixo meus contatos em Fortaleza-CE, além dos contatos da sede de nossa organização. Peço que pelo menos acessem o site do Caminho Nações onde as informações sobre esse projeto estarão disponíveis. Espero poder receber alguma ajuda, orientação, ou pelo menos divulgação por parte de vocês. Agradeço de antemão a atenção dispensada pelos senhores. 

Cordialmente, e com esperança, 

Ivo Fernandes 
 85 9696 2900 
85 8878 5758 
Email: ivofernandes.caminho@gmail.com 
http://www.caminhonacoes.com/ 
(Carta adaptada de Anderson Villaverde)

Comentários

Alcir Filho disse…
Ivo,

Isso é absolutamente chocante. Quando se pensa que já vimos de tudo, aparece algo com esse nível de maldade.

Deus abençoe o trabalho de vcs, e que o Senhor Jesus (o verdadeiro, não aquele vergonhosa e falsamente representado) seja contigo.

Abraço, amigo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amizades reais em tempos virtuais

A conformidade com o mundo e a banalidade do mal

Cristo nossa páscoa e esperança