A decisão de ser discípulo


Leitura: Capítulo 14 do Evangelho de Lucas

Negar a si mesmo é uma condição necessária para ser discípulo, tomar a cruz é uma decisão necessária para se efetivar o discipulado. Lc. 14 – ênfase no 27

Ora toda decisão precisa ser pensada, não se pode tomar decisões no escuro, sem análise a fim de não sermos surpreendidos de diversas formas negativas depois. (28-33)

O que preciso então analisar antes de tomar a decisão pelo caminho do discípulo?

1.    Se estou disposto a enfrentar os sistemas deste mundo em favor da misericórdia (1-6)
2.    Se estou disposto a rejeitar os melhores lugares que me conduzem a soberba em favor da humildade (7 – 11)
3.    Se estou disposto a servir sem ser servido, a doar sem receber em troca (12-14)
4.    Se estou disposto a colocar todos os meus interesses em segundo plano em favor do Reino (15-27)

Ora e porque precisamos disso? Porque a decisão de ser discípulo envolve tornar-se fonte de vida entre a morte, de luz em meio as trevas. E se não formos sérios nesta caminhada seremos como sal sem sabor que para nada serve (34). Teria sido melhor não termos iniciado o processo que os danos seriam bem menores. (34)

Quem tem ouvidos que ouça! (34)

Ivo Fernandes

20 de julho de 2014

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amizades reais em tempos virtuais

A conformidade com o mundo e a banalidade do mal

Cristo nossa páscoa e esperança