A cruz


Em várias partes do mundo a cruz é um símbolo que representa a união dos opostos, sendo um dos símbolos humanos mais antigos e é usado por diversas religiões. No cristianismo a cruz se tornou seu principal símbolo. Muitos cristãos primitivos mandavam gravar em seu corpo uma tatuagem da cruz, e em diversos ritos o símbolo da cruz é ministrado.

Teologicamente a cruz é interpretada de diversas formas, porém acredito que nenhuma delas é mais plena de significados universais que sendo vista como símbolo da unidade revelada em Cristo, onde todas as contradições e opostos de nossa existência são unificadas.

Na cruz a Vida encontrou a morte, o céu encontrou a terra, Deus encontrou o homem. Na união desses opostos está revelado a unificação dos opostos que encontramos dentro de nós. É o fim do si-mesmo e o nascimento do Eu-Tu-Nele.

Carregar a cruz é primeiro aceitar nossas contradições. Toda negação de nossa natureza corresponde a negação da cruz e vice-versa. Depois de aceito nos entregamos ao Deus Incompreensível, tal como Cristo que depois que sente o abandono de Deus entrega seu espiríto ao Pai. Só quando aceitamos nossa natureza contraditória e confiamos no mistério do amor de Deus é que somos salvos.

Compreendendo tudo isso partimos para a unidade entre os povos com suas culturas, religiões, classes sociais, pois na mesma cruz onde nos tornamos unidade, Deus fez de muitos povos um só, destruindo toda inimizade e os muros de separação.

Ivo Fernandes
15 de abril de 2010

Comentários

Eliane Alves disse…
Parabéns pelo blog! Deus continue te abençoando.

Postagens mais visitadas deste blog

Amizades reais em tempos virtuais

A conformidade com o mundo e a banalidade do mal

Cristo nossa páscoa e esperança