Sobre o negar-se a si mesmo



Leitura: Mt 16

O caminho para o indivíduo se tornar quem ele é em Deus é preciso abrir mão de tudo que ele pensa que é sem Deus. É preciso matar o “si mesmo” para sobrar eu.

Jesus disse que aquele que desejar ser Seu discípulo, deve negar a si mesmo. O “si mesmo” ao qual Jesus se refere não é o eu puro ou a consciência de si; é o eu fetichizado; o eu iludido que para Jesus faz guerra contra o eu puro e vivente em espírito e em verdade. O “si mesmo” é o culto do eu adoecido ao que lhe seja razão imediata.

Seguindo a leitura do texto podemos identificar os discípulos do “si mesmo”:

Os discípulos do “si mesmo” vivem correndo atrás de sinais que nega a fé, com a intenção de saciar suas vaidades e tolices. (Mt 16.1-4)

Os discípulos de si mesmo procuram interpretar a mensagem de Jesus segundo seus critérios lógicos para não ter que fazer implicações da mensagem de Jesus na vida. (Mt 16. 5-12)

Os discípulos de si mesmo transitam facilmente da confissão para a negação quando seus interesses são postos em jogo. (Mt 16. 13-23)

Assim, somente quando renunciamos a si mesmo, tomando a cruz, que é a condenação do mundo em nós, é que podemos seguir Jesus. Quem ama a sua vida, sua lógica própria, seus fundamentos, suas ideologias e quiser salvá-la perde o Evangelho, mas quem pelo Evangelho perde sua vida “si mesmo” encontra sua verdadeira vida. Quem busca salvar a si mesmo tentando conquistar o mundo perde a alma, e nada mundo tem o poder de reavê-la. (Mt 16:24-28)

Que sejamos discípulos de Jesus de Nazaré!

Ivo Fernandes

02 de julho de 14

Comentários

...tomando a cruz, que é a condenação do mundo em nós...

Desculpe mas, não consegui enter inteiramente a afirmação acima... poderia me esclarecer?

Postagens mais visitadas deste blog

Amizades reais em tempos virtuais

A conformidade com o mundo e a banalidade do mal

Cristo nossa páscoa e esperança